O novo Ashram minimalista

terça-feira, 31 de maio de 2011

Nota Camiliana (2)


"Lisboa encerra entre os seus mármores e granitos grandes cabeças antigas; mas paradas como os preciosos relógios de Luís XIV" – Camilo Castelo Branco, Cancioneiro Alegre

1 comentário:

Margarida disse...

A rua do Alecrim…
Vivo a Lisboa da memória dos que esquecem tudo menos o passado e ouço o eco dos risos que o Tejo devolve em luz.
Viagens sem regresso.
Como a vida.

Arquivo do blogue